baita artigo de tavi gevinson. cometi o erro de ler os comentários, inexoravelmente alinhados com exatamente os pontos que gevinson critica, principalmente a co-optação da retórica de empoderamento do feminismo neoliberal para guarnecer abuso e exploração. conseguiram convencer o mundo de que a proliferação de modelos de instagram, onlyfans e afins sinaliza progresso, quando na verdade é mais do mesmo olhar objetificador e diminutivo, que cerceia o desenvolvimento real e saudável da sexualidade. é muito fácil retrucar que ir contra essas novas avenidas de exploração é conservadorismo, muito mais fácil do que enxergar a dura realidade de que ainda é um mercado de carne que busca não alimento mas ração para seu gado criado, derrubando o desejo e reflorestando o pasto com pornografia.

Publicado por

Maíra Mendes Galvão

maquinista.

Um comentário sobre “”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s