john zorn – new masada quartet

bom, esse fechou meu pacote sescjazz e me sinto que nem criança em fim de dia de cosme e damião: abarrotada de guloseimas. foi assim que descrevi a experiência do show de ontem pro amigo também impactado: me senti ganhando balinha atrás de balinha, ficando cada vez mais empolgada e animada pra saber qual vai ser a próxima, e ao mesmo tempo cheia de endorfinas potencializando a esfuziância. muito além da inescapável sedução dos temas klezmer que serviam de trampolim melódico, acho que a sensação de ganhar treats o tempo todo veio do absoluto (e abilolado) domínio das possibilidades texturais dos instrumentos por parte dos músicos, principalmente zorn e o guitarrista julian lage (cuja presença já foi um treat, pois já gostava dele solo e não achei que fosse vê-lo por estas plagas). técnica não é tudo, mas fiquei muito embasbacada em testemunhar a desenvoltura do julian principalmente na mão direita, passando de palhetada pra sweeps airosos, e ainda com a esquerda mandando ver nos hammer-ons e pull-offs na maior alegria – o sorriso constante no rosto foi bonito de ver também. a cozinha fabril steampunk do baterista kenny wollesen e do contrabaixista jorge roeder é um assombro, que peso retumbante e contraste textural maravilhoso também. hoje tem de novo e estou seriamente considerando tentar ingresso na hora. baita oportunidade.

 

* a foto eu quibei do insta do sesc.

Publicado por

Maíra Mendes Galvão

maquinista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s