mais um sonho bestiário

sonhei que estava agachada atrás de uma escada de madeira robusta segurando uma tesoura que desobedecia as leis da física, com medo de me machucar, tentando falar com as pessoas do outro lado da escada, sem sair voz. tinha de voltar a um quarto escuro, de repente não havia mais escada nem luz nem gente; estava só e a família morava longe; era tarde da noite e não podia telefonar; sentia angústia; tirava a tampa do lixo para jogar algo fora (seria a tesoura?) e da lata pulava um bicho cor de piche, todo arrepiado, não era gato, não era conhecido; e se agarrava a mim dizendo kiss… kiss… me lembrei de que sonho com bichos imaginários frequentemente; me lembrei de que no sonho aparecia antes ainda outro bicho que ficava em pé e se agarrava, só que menor, talvez uma ratazana; e, por fim, me lembrei de que no sonho ainda, logo antes de acordar assustada, quase consciente, especulava que o bicho da lixeira fosse mucura (não era).

Anúncios

Publicado por

Maíra Mendes Galvão

maquinista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s