homem nenhum jamais me amou.

fora meu pai
meu irmão
talvez meu outro irmão

homem
sem laço prévio
nenhum
amou
a mim

a mor?
nenhum

e

dizem que
amores primeiros
são protótipos
não são
amar ainda
não: são
hormonais

mas
me amaram jovem
por dois
meses ou três

amaram
antes de serem homens
antes de eu me fazer mulher

eu que fiz
não eles
daí a razão
por que não
podem me amar

esta mulher aqui
homem nenhum amou

alguma coisa
ficou de fora

não fui eu, foi você

uns tentaram
(a gente
tentou)

não fui eu, foi você

até que
o mundo
mudou

me fiz mulher
graduada
o tento
de amor
morreu

quem
quiser

o corpo
desamado
desamorável

desarvorar-se-á

e quem sabe
esta aqui
– mulher
pós-graduada

prestar-se-á
aos esperneios
ao desenganado
amor

feinho
cansado
generoso

ao abraço
fundo

ao amor
manco

feito das
coisas
deixadas
pra trás.

Anúncios

Publicado por

Maíra Mendes Galvão

maquinista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s