li sobre a hilst: “…Hilda tinha então 34 anos, já não era uma menina.” – como é rara a admissão alheia de que a gente não é mais menina.

Anúncios

Publicado por

Maíra Mendes Galvão

maquinista.

3 thoughts on “”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s